Samora Correia- Festas em Hª de Nª Srª da Oliveira & Nª Srª de Guadalupe 2017

Samora Correia- Festas em Hª de Nª Srª da Oliveira & Nª Srª de Guadalupe 2017
::::::::::::::::::: Clica na imagem para veres o programa :::::::::::::::::::

domingo, 17 de agosto de 2014

Samora Correia- "História da Ganadaria Oliveira Irmãos"

"O Palácio do Infantado, em Samora Correia, recebe de 13 de Agosto até Janeiro de 2015, a Exposição de Fotografia e Instalação “Oliveiras, Irmãos – Símbolos de uma época”, que marca também o início das Festas em Honra de Nª. Sra.ª da Oliveira e Nª. Sra.ª de Guadalupe.
 Esta é uma exposição que traça cronologicamente o percurso de uma das Casas Agrícolas/Ganadarias mais importantes do país, fundada em 1895 por João Pedro Oliveira através de vacas de Tomáz Piteira e vacas da Companhia das Lezírias, com semental de Infante da Câmara, agregando posteriormente reses de Norberto Pedroso e Francisco dos Santos (Alfaiate). Entretanto, por morte do seu titular em 1920, passa a anunciar-se a ganadaria em nome de Viúva Oliveira e Filhos, mantendo o ferro inicial.
 Mais tarde todo o efectivo foi substituído por reses de Cláudio Moura (Soler) e em 1938 são adquiridas vacas de Joaquim Oliveira Fernandes e Pinto Barreiros, às quais é lançado um semental de Alves do Rio, eliminando-se toda a origem Soler, vendida a José Pedrosa e Vicente de Almeida.
 Em 1944 forma-se a Sociedade Oliveiras Irmãos que adopta o ferro actual, mantendo-se, desde então, sem introdução de reses de outra proveniência, definindo morfológica e funcionalmente um animal que tem sido base ou cruzamento ideal de muitos outros efectivos, podendo assim considerar-se como um encaste tipificado. O direito a membro da“Union de Criadores de Toros de Lidia” é adquirido em 1963 por compra do ferro de António Oliveira Durão.
 Já mais recentemente,  em 2003, forma-se a sociedade Oliveiras - Exploração Agrícola, Lda; que aumenta o efectivo com reses de Gimenez Indarte que são levadas em separado.
 Dizer ainda que esta exposição conta com várias fotografias de família, fotografias de Corridas e dos Toiros mais imponentes e importantes da ganadaria nestes mais de 100 anos de existência. Para além das fotos, os visitantes podem tomar contacto com inúmeros objectos familiares e da Herdade, como os Ferros da Ganadaria, Capotes,Muletas, Documentos dos Animais, e os trajes de luces mais emblemáticos dos toureiros da Baracha – António JoséOliveira e Eduardo Oliveira."

Horário da Exposição: 2ª a 6ª – das 10h às 18h
Sábado – das 14h30 às 18h
Encerra aos Domingos e Feriados
Fonte: www.cm-benavente.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário