quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Touro, Campino e Cavalo são "Reis" nas Festas de Samora Correia

Na cidade de Samora Correia já se respira um ambiente de festa. As decorações nas ruas, montras e varandas desafiam para o programa que começa esta quinta-feira e anima milhares de pessoas até segunda-feira, 22 de Agosto.
As entradas de touros conduzidos por campinos e cavaleiros e os encierros com touros bravos, em plena estrada nacional e sem protecções, são momentos altos na emoção e na adrenalina numa festa onde o campino é o Rei lado a lado com o touro bravo.
 São esperados dezenas de coletes encarnados nas entradas de touros, nos cortejos, provas de perícia e picaria, mas também nos momentos religiosos onde milhares de devotos agradecem às padroeiras da festa Nossa Senhora da Oliveira e Nossa Senhora de Guadalupe e à padroeira dos homens do campo, Nossa Senhora de Alcamé.
O programa religioso, que tem como ponto alto a procissão no domingo à tarde, alterna com o pagão onde se destacam a Noite da Sardinha Assada, com sardinha, pão e vinho à discrição, no sábado numa noite animada com variedades, Fado Amador e o Festival de Folclore. Antes na tarde de sábado terá lugar a homenagem ao campino. Este ano Casimiro Diogo será distinguido no meio de uma guarda de honra de dezenas de campinos e cavaleiros e com as ovações de centenas de aficionados da festa.
São esperados mais de 50 mil visitantes numa festa onde todos os momentos são de entrada livre, com excepção da novilhada e corrida de touros na Praça montada junto ao Centro de Saúde de Samora Correia. O Palácio do Infantado estará de portas abertas para mostrar exposições alusivas à história do monumento, as tradições da festa e sobre a dedicação de uma vida do malogrado Sérgio Perilhão, figura carismática da cidade e do Ribatejo.
A organização é da Associação Recreativa e Cultural Amigos de Samora (ARCAS) que conta com o apoio de dezenas de voluntários e das autarquias locais. Fonte: Nelson Lopes

Sem comentários:

Enviar um comentário