domingo, 14 de setembro de 2014

Duas vítimas mortais foi o balanço da 1ª Largada de Toiros na Moita do Ribatejo

Era 01h46 (13 Setembro) quando ocorreu a primeira colhida grave ao Aficionado Vítor Varela com 46 anos de idade e residente na Moita, o mesmo tentava refugiar-se num burladero e foi apanhado pelo animal, a colhida durou cerca dum minuto, parecendo uma eternidade para quem assistia, onde vários Aficionados tentaram de tudo para distrair o Toiro, e não como disse uma "Senhora" a uma reportagem da SIC que o "Toiro esteve 10 minutos a bater no homem", é a ignorância das pessoas a falar mais alto...nós podemos confirmar isto porque temos imagens desta infeliz situação, mais informamos que o Senhor faleceu no "Hospital Móvel" instalado num dos Pavilhões da Vila da Moita. 
A segunda vítima mortal é o jovem José Lisa (foto em baixo) de 27 anos que residia no Seixal e era estudante de Engenharia Civil no Politécnico de Setúbal, que no mesmo recinto sofreu uma perfuração no peito apanhado um pulmão, tendo sido operado de urgência acabando por não resistir ao ferimento falecendo mais tarde no Hospital de Nª Srª do Rosário (Barreiro), a Comissão de Festas da Moita já lamentou estas situações e endereçou os sentimentos às famílias.
"Lamentamos esta situação e endereçamos os nossos sentimentos à família. Quando fazemos a festa é para as pessoas se divertirem e não para acontecerem estas coisas, mas é algo que pode acontecer na festa brava", disse à Lusa Clarisse Santos.

Durante a noite existiu mais registos de colhidas "menos graves", que foi o caso duma jovem em que o Toiro provocou-lhe um rasgão numa perna e fractura da rótula, mas já encontra-se em casa a recuperar, e o outro caso que inspira algum cuidado é dum jovem de 16 anos que foi apanhado na altura da recolha dos Toiros, não se apercebendo dos animais que vinham nas suas costas e foi "atropelado", estando livre de perigo de vida, os restantes é devido a quedas e a "pequenos" toques.
 As Entradas e Largadas de Toiros voltam às ruas da Moita a partir de 2ª feira pelas 10h, onde este evento atrai milhares de Aficionados ao concelho.
Hoje (14 Setembro) pelas 17h30 a Vila "dedica-se" à vertente religiosa com a solene Procissão em Hª de Nª Srª da Boa Viagem com a bênção dos barcos no cais, altura que são largados milhares de foguetes em honra da padroeira da Moita.
 Mais uma vez a "Festa Brava no Ribatejo" alerta para os perigos das Largada de Toiros que pode provocar aos Aficionados, se não está capaz ou nas suas perfeitas "funções" não arrisque a sua vida, fazemos também um apelo aos Aficionados, caso veja alguém mais "valente" sem ter noção do perigo, incentive o mesmo abandonar o local, porque a "vida são 2 dias mas as Festas da Moita são 10!!!"
Ass: Luís Miguel Sacôto

2 comentários:

  1. Grande Luís, como aficionado subscrevo as tuas palavras. Como homem ligado à tauromaquia acrescento que o toiro bravo é um animal belíssimo, mas não deixa de ser um animal. Age por instinto e para se defender. Tem trapio, bravura e nobreza e investe enquanto se sentir ameaçado. Costumo dizer: eu bebo um copo de água eles uma selha (50l), por isso atenção, tal como é dito muito cuidado, gostamos e queremos fazer chegar a todos está festa belíssima, que é a festa brava, mas não por estes motivos.
    Um bem haja.

    João Batista
    Entre Toiros & Toureiros

    ResponderEliminar
  2. Parabens e como aficionado e da moita nascido e criado, subcrevo as palavras...bem haja

    ResponderEliminar